Histórico

IDEBRA

A IDEBRA foi fundada como OSCIP – Organização da Sociedade Civil de Interesse Público em 2005 a partir da iniciativa de um grupo de empresários que, ao identificar a situação de vulnerabilidade social dos jovens na cidade de Duque de Caxias/RJ, se sensibilizaram e decidiram investir recursos financeiros, tempo, apoio logístico e administrativo no sentido de melhorar as condições destes jovens, por meio da orientação e do desenvolvimento de oportunidades.

Pierre Nahon, Eric Hemar e Christophe Satin, executivos franceses, conheceram a região de Duque de Caxias quando da instalação da empresa em que trabalhavam, a ID Logistics. Decidiram que poderia fazer algo para ajudar os jovens. Determinados, convenceram outras pessoas para a causa e fundaram a instituição em 18 de junho de 2005.

O trabalho começou junto à associação de moradores do local. O primeiro parceiro foi a Confederação Brasileira de Vôlei. Naquele ano, 100 crianças participaram das aulas do mini vôlei.
As primeiras ações da IDEBRA, a princípio denominada ID Esperança, contaram com o projeto “Eu vivo no Beira Mar”, com a missão de conhecer quais as necessidades da comunidade. Era preciso resgatar o valor daquelas pessoas a auxiliar no resgate da sua autoestima.

IDEBRA

De 2006 a 2009, o número de crianças atendidas subiu para 200. As atividades foram ampliadas com as oficinas de dança, artesanato e de cidadania, além de orientação profissional. Foram criadas a sala de leitura e o curso de informática.

Em 2010, a IDEBRA acrescentou a sua grade de atividades culturais e esportivas a Oficina de Audiovisual, Dança do Ventre e Hip Hop.

Em 2011 a 2013, além das atividades que já vinham ocorrendo, a IDEBRA focou na realização de um planejamento plurianual que resultou em seu fortalecimento institucional e na elaboração de novos projetos para os próximos 4 anos.

Em 2014, como parte do planejamento estratégico, a IDEBRA se mudou para sua nova sede em uma localização que pudesse atender mais crianças e adolescentes, em melhores condições e que fosse oferecido espaços mais adequados às atividades previstas.

Ainda neste ano foram retomadas as atividades na nova sede e com um diferencial que foi a realização de capacitações técnicas certificadas na área de logística, com finalidade de multiplicar conhecimentos para estes jovens e abrir oportunidades de inserção no mercado de trabalho.